Jogos estimulam agilidade, raciocínio e habilidades sociais das crianças

Um presente comum para crianças e adolescentes são os jogos. Sejam eletrônicos, de tabuleiro, ou até mesmo as brincadeiras de rua, eles fazem muito sucesso. Porém, a cada dia, os jogos conquistam mais adeptos entre os adultos e até mesmo na melhor idade.

O Bem Estar discutiu como eles influenciam na nossa saúde. Os convidados do estúdio foram os neurologistas Tarso Adoni e Carla Tieppo.

Tudo começa na infância. As brincadeiras em grupo ajudam a desenvolver a socialização das crianças. No caso das atividades esportivas, elas desenvolvem também a agilidade.

Os jogos de tabuleiro desenvolvem o raciocínio, devido à questão da estratégia. A competição exige habilidades como a leitura dos movimentos do adversários e estimula a criatividade para reagir a essas situações. O videogame também traz essas vantagens, desde que a criança ou adolescente não deixe de fazer atividades importantes para jogar.

Na fase adulta, os jogos ganham uma outra função, que é a de relaxar. O baralho também ajuda a manter o raciocínio em dia, assim como a capacidade de observação. Naturalmente, nada que vicie faz bem e, por isso, jogar apostando dinheiro é uma péssima ideia.

FONTE: BEM ESTAR (G1)

 
GOSTOU? CONVIDE SEUS AMIGOS E VENHA JOGAR :)